Monsanto agrupa em seu estande na Tecnoshow Comigo 2017 trabalhos com inovação em diferentes áreas

Press Release 03/04/2017

Empresa integra a Agricultura Digital às soluções oferecidas pela empresa gerando oportunidades de melhor rendimento às lavouras goianas.
 
RIO VERDE (GO), Abril de 2017 – Rio Verde (GO) receberá entre os dias 3 e 7 de abril a 16ª edição do Tecnoshow Comigo, principal feira agrícola da região Centro-Oeste. Na ocasião, a Monsanto apresentará suas principais soluções agrícolas, incluindo o conceito de agricultura digital da Climate Corporation - Climate FieldView® – que se encontra em fase de pré-lançamento no país e será um dos destaques do evento.
 
O estado é considerado pela FAEG - A Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás - o 4º maior produtor de grãos do país e o IBGE ainda estima uma produção de 22,5 milhões de toneladas no estado para 2017, volume 33,3% maior que o de 2016. Diante deste cenário, a organização do evento espera receber durante os cinco dias mais de 100 mil visitantes. Durante a feira, a Monsanto apresentará inovação em diferentes áreas, tais como: melhoramento genético; biotecnologia; práticas agronômicas e tecnologias de análise de dados que fornecem informações mais completas para uma tomada de decisão mais eficiente pelo produtor.
 
Para melhorar a produtividade das lavouras e facilitar a administração das informações, muitos produtores têm investido em novas tecnologias. É neste contexto que a Climate Corporation apresenta na feira a plataforma de agricultura digital Climate FieldView®. Disponível online e em aplicativos mobile, ela processa as informações das máquinas agrícolas e gera automaticamente mapas e relatórios.
 
“Quando opta por plantar soja, por exemplo, o produtor precisa tomar inúmeras decisões, que vão desde a escolha do tipo de semente, forma de adubação e uso de defensivos até a escolha dos equipamentos na época de colheita. Posteriormente, é preciso pensar no transporte da carga, armazenamento dos grãos, etc”, observa Mateus Barros, líder da Climate no Brasil. “Com o uso da tecnologia da informação, esse produtor tem acesso às análises de cada talhão, para entender quais são os fatores que impactam o rendimento em cada etapa. Isso ajuda a direcionar os investimentos e maximizar sua rentabilidade”.
 
A tecnologia permitirá que o produtor gerencie diariamente suas operações, além de integrar informações de plantio, colheita, pulverização, fertilidade do solo e gerenciar informações de sua lavoura por meio da geração automática de mapas de suas operações. Além disso, todas as informações geradas são transferidas para a nuvem e podem ser acessadas de qualquer lugar. “Como apenas 10% das lavouras brasileiras contam com sinal de internet, desenvolvemos a plataforma para também armazenar dados mesmo off-line. Isso traz um grande diferencial para o produto”, completa Barros.
 
Um dos 110 produtores que está testando o Climate FieldView® no Brasil, Felipe Schwening, que possui propriedade em Rio Verde (GO), afirma que já observa resultados em cinco meses de uso. “A ferramenta nos ajudou a descobrir gargalos e a solucionar problemas na produção. Conseguimos comparar o desempenho de máquinas diferentes, ajustar a velocidade de plantio e colheita. Com o mapa gerado, conseguimos corrigir diversos problemas dentro dos talhões”, revela Schwening.
 
Além do FieldView®, a Monsanto também reforçará a estratégia de adoção do Sistema Roundup Ready Plus, levando orientações e recomendações para o manejo de plantas daninhas e pragas, embasadas pelas Boas Práticas Agronômicas e conceitos do MIP (Manejo Integrado de Pragas). Além disso, os visitantes também poderão esclarecer dúvidas quanto à prática de refúgio estruturado e como o adotar de modo correto para preservar os benefícios e facilidades trazidos pelas biotecnologias Bt.
 
“Para aproveitar ao máximo o potencial oferecido pelas tecnologias, como o da soja INTACTA RR2 PRO® , do milho VT PRO3 e pelo Sistema  Roundup Ready Plus, o produtor deve estar atento às Boas Práticas Agrícolas”, alerta Patrick Dourado, gerente de Regulamentação da Monsanto. De acordo com Patrick, a preservação e a sustentabilidade das tecnologias dependem da adoção das recomendações de Manejo de Resistência de Insetos (MRI), que incluem dentre outras, a adoção das áreas de refúgio estruturado, garantindo a longevidade das tecnologias e proteção da lavoura contra insetos. “As Boas Práticas Agrícolas abrangem ainda a dessecação antecipada, o monitoramento de pragas na área, rotação de culturas e caso necessário, a associação com outras táticas de controle”, complementa Patrick.
 
“A empresa tem estimulado a adoção do refúgio estruturado desde o lançamento das tecnologias Bt no país, visando sempre manter os diferenciais das tecnologias. Pensando nisso, temos sempre oferecido aos produtores alternativas, serviços e informações para facilitar a implementação do refúgio nas lavouras brasileiras para que essa importante prática seja adotada”, ressaltou Ana Maranhão, Gerente de Proteção de Biotecnologias.
 
O lançamento de REFÚGIO MAX, primeira marca de sementes para o refúgio do milho lançada há um ano, por exemplo, reforça a importância que a Monsanto dá em preservar as facilidades e os benefícios conquistados pela agricultura brasileira, acrescentou Ana. “A marca oferece sementes de milho não-Bt de alto potencial produtivo e com grande amplitude de plantio”, completa.
 
SOJA INTACTA RR2 PRO
A INTACTA RR2 PRO – A única tecnologia do mercado que oferece três benefícios diretos ao sojicultor - proteção contra as principais lagartas da cultura (lagarta da soja, lagartas falsa medideira, broca das axilas, lagarta das maçãs, elasmo e Helicoverpa); aumento de produtividade e tolerância ao glifosato, trazendo facilidade para o agricultor no manejo de plantas daninhas. Depois de quatro safras a tecnologia consolidou-se no mercado e foi adotada por mais de 140 mil produtores. “Embora comente-se muito a respeito do êxito de INTACTA RR2 PRO em períodos de forte pressão da falsa medideira e Helicoverpa, devemos destacar o desempenho da tecnologia também contra a lagarta elasmo”, lembra Patrick Dourado. Esta praga pode causar danos e reduzir drasticamente o estande da lavoura durante os primeiros dias de desenvolvimento e estabelecimento da cultura da soja, especialmente durante períodos de estiagem. A tecnologia INTACTA RR2 PRO tem demonstrado proteção contra os danos de lagarta elasmo durante as quatro safras em que esteve presente nas lavouras brasileiras”, concluiu o gerente de Regulamentação.
 
E para ajudar ainda mais o produtor, a Monsanto lançou recentemente o DISQUE INTACTA. “Este será um canal exclusivo de acesso direto dos clientes à Monsanto. “Os agricultores terão login, senha e contarão com um atendimento personalizado. Eles poderão acompanhar todas as requisições abertas por eles, como por exemplo, o armazenamento de grãos na propriedade e volume de isenção adicional. O novo site será o  www.http://disqueintacta.com.br” explica Adriana Rizzo Bernardet, líder da área de Experiência de Clientes de Soja da Monsanto. “Queremos oferecer ao sojicultor uma nova experiência, um atendimento diferenciado, facilitando sua vida, garantindo assim que ele consiga ter visibilidade de tudo o que precisar em um mesmo lugar”, concluiu Adriana.
 
 
MONSOY
A Monsoy é a marca de sementes de soja da Monsanto referência em germoplasma, com variedades que apresentam excelente adaptabilidade e produtividade para cada região brasileira. Durante a Tecnoshow Comigo 2017, mostrará o lançamento da variedade M7198 IPRO, que oferece mais resistência ao acamamento, precocidade e resistência a algumas espécies de nematóide de cisto e galha. Para ampliar a interatividade do público com a marca, a Monsoy disponibilizará um painel interativo, ajudando os visitantes a conhecer mais sobre os principais benefícios e características da variedade para essa cultura.
 
MILHO VT PRO3
Na 16ª edição da Tecnoshow Comigo, a Monsanto mostrará todo o potencial da tecnologia VT PRO 3: proteção da raiz à espiga do milho. No estande da empresa, os visitantes poderão visualizar os diferenciais oferecidos pela tecnologia às plantas de milho. “O visitante poderá comparar a raiz de uma planta sem a tecnologia e com a tecnologia”, observou Bernardo Coelho, líder da área de Experiência com Clientes da Monsanto. A tecnologia tem duas proteínas Bt contra pragas da parte aérea e uma específica contra a larva alfinete (Diabrotica spp.), praga que fica escondida no solo e se alimenta das raízes do milho, diminuindo a capacidade de absorção de água e nutrientes e reduzindo o potencial produtivo da lavoura. Atua também contra as pragas aéreas que atacam as folhas, colmo e espiga do milho – lagartas do cartucho, da espiga, elasmo e broca do colmo.
 
DEKALB
Em Rio Verde, o híbrido DKB 290 PRO3 mostra mais uma vez porque conquistou os produtores. Esse milho oferece sanidade de grãos e alto teto produtivo no verão e na safrinha. A Dekalb, marca referência em híbridos de alta produtividade, tem possibilitado ao longo de sua história que agricultores de diferentes partes do mundo alcancem os melhores resultados em suas lavouras. Além dele, o DKB 310 PRO3 também terá um plote demonstrativo que mostrará ao produtor goiano seus principais diferenciais como boa sanidade, qualidade de colmo, alto peso de grãos e ampla adaptação à época do plantio. O DKB 390 PRO3 também será destaque na feira. Alto potencial produtivo, estabilidade, ampla adaptação no verão e safrinha de regiões altas e baixas, são características deste híbrido.
 
SOLUÇÕES PARA SEMENTES MONSANTO
A Monsanto apresentará em seu estande durante o evento suas soluções para o tratamento de sementes. A Monsanto, em aliança com a Novozymes na área dos microrganismos, busca acelerar as pesquisas de campo para oferecer ao produtor novas tecnologias que promovam a produtividade nos mais diversos cultivos. São soluções de Biofertilidade para o pequeno, médio e grande produtor.
 
SEMENTES AGROCERES
Com mais de 70 anos de história, a Sementes Agroceres oferece híbridos de milho e sorgo, aliando tecnologia às diferentes necessidades dos agricultores. Durante o evento em Rio Verde (GO), a marca aproveitará um espaço de 50 metros para apresentar dois lançamentos: AG 8690 PRO3, um híbrido que oferece uma série de benefícios para o agricultor, como alta tolerância a grãos ardidos, cor, textura e um alto teto produtivo. Já o AG 8700 PRO3, tem um ciclo bastante rápido, um bom período de enchimento das espigas e um alto teto produtivo. Como oferece tolerância a mancha branca, principal doença da safrinha, é ideal para esta etapa.